tagPrimeira VezA iniciação

A iniciação

bycaravaggio250©

Na época eu tinha em torno de 28 anos e namorava uma menina chamada Patrícia. Patrícia tinha muitas amizades, e sempre estávamos em festas, em diversos lugares diferentes. Uma das amigas da Patrícia era a Ana. Ela sempre estava nas festas, e era a alma da maioria delas. Mas Ana sempre estava sozinha. Por ser gorda (1,60 x 100kg) tinha muita dificuldade de se relacionar. Ela era sempre a primeira a contar as melhores piadas, mas travava quando percebia algum tipo de aproximação de qualquer homem. Ela tinha cerca de 35 anos. Rapidamente fiz amizade com ela, e sempre encontrava-a nas festas. Minha namorada não a considerava um perigo, tinha o nariz empinado e por ter um corpo escultural, jamais pensou que eu poderia ter algum interesse por Ana. Fui fazendo mais e mais amizade com ela, que se tornou minha amiga e confidente. Ela nunca teve namorado fixo, suas experiências foram apenas alguns beijos apressados de alguns homens que nunca realmente tiveram interesse nela.

Não entendo como, pois apesar de gorda, tem um rosto lindo, e seios fartos uma pele branca que nunca tomava sol, algo que considero muito belo em uma mulher. Quando ela me contou que ainda se mantinha virgem e que estava perdendo as esperanças de encontrar um homem, quase enlouqueci. Me ofereci prontamente para resolver seu "problema", mas ela se ofendeu, disse que eu era um homem sem caráter, namorando uma outra mulher e fazendo esse tipo de proposta para ela. Foi uma questão de dias para eu terminar meu namoro com Patrícia, que eu já realmente não tinha nenhum interesse e estava farto de suas futilidades. Fiquei com o pensamento fixo em Ana, a gorda que não saia de meus sonhos. Me reaproximei dela, me desculpando e explicando que havia terminado com minha namorada porque não conseguia tira-la da cabeça. Ela travou, começou a gaguejar, nem parecia a mesma pessoa. Ela realmente tinha problemas para se aceitar, e me aceitar. Não apressei nada, disse que continuávamos amigos. Saíamos sempre para nos divertir, e todo o tempo com ela era realmente ótimo. Minha estratégia de não impor nada estava funcionando, Ana estava cada vez mais solta. Um mês depois, elam mesmo criou coragem e me deu nosso primeiro beijo. Foi um beijo rápido, mas que me marcou. Ela estava nervosa, pensando que eu iria querer sexo imediatamente, mas novamente me segurei e disse:

-Fique calma, não farei nada que vc não queira. Ela me olhou com seus lindos olhos e me disse que eu era uma pessoa incrível, por ter tanta paciência com ela. Nossos beijos foram ficando cada vez mais ousados, e nossos corpos se esfregavam sempre, até que um dia ela pediu para ser desvirginada, que não aguentava mais esperar. Fiquei super feliz, mas disse que teria que ser em uma noite especial, em um lugar especial. Marcamos um jantar, onde ela estava linda, maquiada e nervosa como uma noiva. No final do jantar, ainda perguntei: -Quer mesmo que seja hoje? e ela disse que sim, que queria muito. Sugeri um motel, e ela áceitou a sugestão. Entramos no quarto, ela estava nervosíssima. Eu disse para ela que ela não era obrigada a nada, e só faríamos o que ela quisesse. Isso a deixou mais a vontade. Sentamos na beira da cama, coloquei uma música, e dei-lhe um beijo. Senti que ela estava pronta.

Eu perguntei se poderia tirar a sua roupa, ela disse que sim. Tirei seu vestido preto, e ela estava usando uma linda lingerie preta, que obviamente havia comprado para a ocasião, pois era novíssima. Senti sua respiração acelerada, e minhas mãos percorriam seu corpo, sobre a lingerie preta. Seu corpo macio era delicioso e quente, minhas mãos percorriam com prazer cada centímetro de pele. Ela e eu estavamos muito excitados. Pedi para deixa-la nua. Ela consentiu. Abri seu soutiem por trás, e apareceram seus lindos seios brancos, com mamilos grandes. Não resisti, e segurando um dos seios, disse que eram maravilhosos. Ela gostou do comentário. Prossegui, retirando sua calcinha. Era a primeira vez que ela ficava nua na minha frente. Seu corpo branco me enlouquecia, mas mantive a compostura. Começei a beija-la, pelo corpo todo, pescoço, seios, descendo... ela obviamente estava gostando. Beijei toda a superfície de sua vagina, que era peludinha e delicionamente perfumada. Quando fui toca-la com meus dedos, ela pediu:

-Por favor, quero que não use seus dedos, quero que use outra parte...

É claro, respondi. Me despi, e ela gostou do que viu, e segurou meu pau. E disse:

-Use-o em mim...

Coloquei uma camisinha, disse que era para nosso bem.

Quando me posicionei para penetra-la, percebi que ela estava com medo da dor. Eu então sugeri:

-Vamos fazer assim, eu fico parado e vc controla a entrada dele. Pedi para ela ficar de 4, para facilitar a penetração. Ela disse sim. Ela era gora, mas seu quadril era estreito, e a bunda pequena, em relação ao resto do corpo, mas isso me excitou muito. Ela ficou de 4, e me aproximei. Me posicionei, perto de seus lábios, que eram pequenos. Fiquei parado, e ela se mexendo lentamente, no sentido de ser penetrada.

Não foi difícil o rompimento do himem, pois ela estava muito motivada. Quando meu pau entrou inteiro nela, já senti-a a mais liberada, mais mulher. Sugeri para ela virar de frente, para prosseguir a penetração.

Penetrei-a por um bom tempo, queria prolongar cada minuto de prazer que eu tinha com aquele corpo maravilhoso, quente, intenso. Em um certo momento, veio a explosão dela, o orgasmo tão aguardado. Não segurei e gozei junto com ela. Foi uma experiência maravilhosa, ela chorou de emoção, e eu me emocionei também. Tivemos um relacionamento que durou alguns anos, e foi pleno enquanto durou. Foi muito especial, e espero que ela saiba disso, se um dia ler esse relato e se reconhecer.

Report Story

bycaravaggio250© 2 comments/ 6275 views/ 0 favorites

Share the love

Also in this series

Tags For This Story

Report a Bug

1 Pages:1

Por Favor Classifique Este Envio:

Please Rate This Submission:

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Please wait
Recent
Comments
by Anonymous

If the above comment contains any ads, links, or breaks Literotica rules, please report it.

There are no recent comments (2 older comments) - Click here to add a comment to this story or Show more comments or Leia Todos os Comentários de Usuários (2)

Add a
Comment

Post a public comment on this submission (click here to send private anonymous feedback to the author instead).

Post comment as (click to select):

Refresh ImageVocê pode também escutar a uma gravação dos personagens.

Preview comment

Forgot your password?

Please wait

Change picture

Your current user avatar, all sizes:

Default size User Picture  Medium size User Picture  Small size User Picture  Tiny size User Picture

You have a new user avatar waiting for moderation.

Select new user avatar:

   Cancel